Categoria: Cultura

Feminismo Marxista: A única saída possível

Por Thalita Alves Dias Esse artigo procura apresentar um pouco da história do feminismo e a origem da opressão sofrida pelas mulheres demonstrando as contradições de sua vertente liberal e que a emancipação feminina dificilmente será alcançada dentro do sistema capitalista e por isso o feminismo marxista se faz necessária.

Leia mais »

Fascismo, técnica e capitalismo

Este artigo expõe a interrelação entre capitalismo e fascismo no pensamento de Walter. Critica a evolução tecnológica inserida no cotidiano dos indivíduos e a reprodução da alienação nas relações sociais. Caracteriza o fascismo como um fenômeno de massa e indissociável do estranhamento causado nos indivíduos em meio às engrenagens da produção capitalista.

Leia mais »

Aki Kaurismaki e a desolação humana em “A Trilogia do Proletariado”

Por Erlândia Ribeiro[1] Este ensaio tem como objetivo verificar como a desolação humana é apresentada pelo cineasta finlandês Aki Kaurismaki em sua trilogia do proletariado. A partir da análise dos filmes “Sombras no paraíso” (1986), “Ariel” (1988) e “A garota da fábrica de fósforos” (1990) examinaremos como Kaurismaki traz em suas narrativas fílmicas retratos atuais

Leia mais »

A Butler de Taylisi Leite (ou sobre como não ler Butler)

Por Carine Ferreira Há muito ocorrem polêmicas ora produtivas e ora simplesmente enfadonhas sobre a possível relação entre feminismo e marxismo. Seria possível uni-los por meio de um objeto em comum? Um problema afim? Uma abordagem semelhante? Uma categoria analítica compartilhada? Estas são algumas questões flutuantes, nunca completamente solvidas, embora frequentemente retomadas. Nesse sentido, é

Leia mais »

O “Eros Alado” da camarada Kollontai

Por Polina Semionovna Vinogradskaia, marxists.org, traduzido por Aline Recalcatti de Andrade. [Publicado em Molodaia Gvardiia (Jovem Guarda), n 3, 19, 1923, p.111-124. Traduzido para o espanhol por Camila Pérez com base no artigo inogradskaya, “Крылатый Эрос товарищ Коллонтай”, en Каким должен быть коммунист: старая и новая мораль: сборник Молодая Гардия (Lo que debe ser un comunista:

Leia mais »

Dessublimação repressiva. Proteção. Exploração. Falsa Culpa. Reformismo” e “Ideologia. O projeto revolucionário homossexual

Originalmente em Elementi di critica omosessuale. 1 ed. Milão: Feltrinelli, 2017. Traduzido por Carlos Luis Prata As páginas a seguir apresentam a tradução dos textos “Ideologia. Progetto omosessuale rivoluzionario” e “Desublimazione repressiva. Protezione. Sfruttamento. Falsa colpa. Riformismo”, os dois últimos dos sete tópicos que compõem o capítulo “Come gli omosessuali, di rogo in rogo, divennero gay”,

Leia mais »

Uma noite no cinema

Por McKenzie Wark. Traduzido por Dafne Melo, via Edições sobinfluencia. Em Paris, Karl e Jenny encontram o que parece ser um radicalismo mais agradável, sobre política e não sobre religião, que também não pertence, digamos, ao presente. As teorias de Proudhon e os grandes discursos de Weitling abordam o artesão e não o operário da

Leia mais »

Dessublimação repressiva. Proteção. Exploração. Falsa Culpa. Reformismo” e “Ideologia. O projeto revolucionário homossexual

Por Mario Mieli, traduzido por Caio Luis Prata. Via Elementi di critica omosessuale. As páginas a seguir apresentam a tradução dos textos “Ideologia. Progetto omosessuale rivoluzionario” e “Desublimazione repressiva. Protezione. Sfruttamento. Falsa colpa. Riformismo”, os dois últimos dos sete tópicos que compõem o capítulo “Come gli omosessuali, di rogo in rogo, divennero gay”, do livro

Leia mais »