Etiqueta: Hegel

Por que ler Fanon hoje? Immanuel Wallerstein

Por Immanuel Wallerstein, traduzido por Douglas Rodrigues Barros Frantz Fanon[3] nasceu na ilha da Martinica em 1925 e morreu de leucemia, muito cedo, em 1961. Em 1952, quando já era médico e psiquiatra, publicou seu primeiro livro, Peles negras, máscaras brancas.

Leia mais »

Trinta maneiras de facilmente reconhecer um velho marxista

Por Georges Peyrol (a.k.a. Alain Badiou), traduzido por Rodrigo Gonsalves Georges Peyrol foi publicado pela primeira vez em 1983, “30 moyens de reconnaître à coup sûr un vieux-marxiste” em Le Perroquet 29-30 (1983), pp. 5-6 e mais recentemente resgatado e traduzido por Alberto Toscano e Nina Power para o Journal for Images and Politics (2006) –

Leia mais »

O que se pode aprender com a ascensão neopetencostal?

Por Philippe Campos O texto vai de encontro à visão que propõe significar o cenário político atual sob o epíteto “neofascismo”. Acredito que essa alcunha fixa observador e objeto analisado em vez de nos permitir fazer perguntas interessantes sobre o porquê de nos encontrarmos nesse atual estado. 

Leia mais »

Lugar de negro, lugar de branco?

Entrevista com Douglas Rodrigues Barros por Rodrigo Gonsalves. Douglas Rodrigues Barros é formado em filosofia (mestre e está encerrando seu doutorado pela Unifesp) e publica, no próximo dia 15 de março, na livraria Plana, a obra Lugar de negro, Lugar de branco? Esboço para uma crítica à metafísica racial pela editora Hedra. 

Leia mais »

Um monstro chamado Judith Butler

Por Inês Maia Que faz, na superfície, a militância hegemônica atual? Desde a redemocratização – e antes apesar dela do que a partir do seu precedente – toda a militância aceita tem feito um atentado contra o velho conceito de política.[1] 

Leia mais »

O método da economia política

Por Karl Marx, via Crítica Marxista, traduzido por Fausto Castilho O presente texto, que constitui o terceiro dos quatro tópicos da “Introdução à crítica da economia política” (1857), oferece uma das mais aprofundadas sínteses de Karl Marx sobre o método do materialismo dialético – e merece estudo cuidadoso.

Leia mais »